19 de set de 2009

Local Foods









De cima para baixo: Suilus luteus, um primo do fungo porcini, secando ao sol; Trutas arco-íris pescadas no riacho do sítio; framboesas frescas, leitões tratados com castanha portuguesa.
Algumas coisas não tem preço.

As groselhas







Este ano foi a primeira vez que houve uma boa diferenciação floral nos ramos das groselhas. Haverá certamente uma produção , que ha anos esperávamos. Na literatura encontrava-se afirmações que as groselhas produziriam com 3 a 4 anos e de fato foi o que aconteceu. Somente após 3 anos é que conseguimos verificar a tão esperada produção.

MATERNIDADE



Aqui tudo começa. Na estufa de enraizamento e germinação, com uma nebulização controlada, inicia-se o processo de propagação. Damascos, pêssegos, peras, ameixas, nectarinas, cerejas, amoras, framboesas, mirtilos, cranberries, oliveiras, groselhas, cassis, viburnum, alnus, ulmus, betulas, alamos, sequoias, uvas, áceres, avelãs, castanhas portuguesas, sabugueiros, salgueiros, camelias, ciprestes, podocarpus, e uma centenas de outras plantas, que fazem parte de nossa coleção são reproduzidas, ora por sementes, ora estaquias, enxertias, alporquias e outros métodos. Quando apresentam um aspecto de um propágulo sadio e consegue absorver nutrientes pela raiz, as plântulas vão para o viveiro onde ficam de 1 a 3 anos se formando sob a proteção de um telado.